Saúde

José Ricardo cobra dos Governos Federal, Estadual e Prefeitura de Manaus medidas preventivas e de combate ao HIV/Aids

Primeiro de dezembro é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. No Brasil, o “Boletim Epidemiológico HIV/Aids”, do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (DCCI/SVS/MS), divulgou que, em 2018, foram diagnosticados 43.941 novos casos de HIV e 37.161 casos de Aids notificados. O Amazonas é o quinto estado do país com maior detecção de gestantes com HIV. No período de 2000 até junho de 2019, foram notificadas 125.144 gestantes infectadas com HIV, desses 8,3% na região Norte. Só no ano de 2018, foram 8.621casos. Nesse período, houve um aumento de 87,5% na região.

Neste sentido, o deputado federal José Ricardo (PT/AM) cobrou dos Governos Federal, Estadual e Prefeitura de Manaus, nesta quarta-feira (4), mais ações preventivas e efetivas no combate à doença. Na oportunidade, ele lembrou que destinou emenda ao Orçamento da União, no valor de R$ 1 milhão, para a Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, hospital que atua na pesquisa, tratamento e combate de doenças tropicais, como também de doenças infectocontagiosas, como HIV.

Para José Ricardo, o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus precisam também atuar de forma combativa contra a doença, melhorando o atendimento e fortalecendo as campanhas de prevenção e conscientização. “O Amazonas apresenta a segunda maior taxa da doença no Brasil, e Manaus também está entre as cidades com grandes índices dessa doença. Portanto, é necessário e urgente que os recursos de publicidade e propaganda da Prefeitura e Governos do Estado e Federal sejam utilizados em campanha de prevenção à doença, e não para promoção pessoal. Além de mais investimentos no combate e pesquisa da cura e tratamento do HIV/Aids que, hoje tem tratamento, mas ainda não tem cura”, disparou o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *